COVID-19: …Mas a bola ainda está do nosso lado!…

Hoje o mundo recebeu uma boa noticia… 

Uma vacina, desenvolvida pelo consórcio entre a farmacêutica americana Pfizer e a alemã BioNTech, apresentava resultados positivos e enchia o mundo de esperança… Desde o início da pandemia esta é a primeira vez que, verdadeiramente, podemos estar a ver uma luz ao fundo do túnel…

Mas, quer isto dizer que já está feito? Que já ganhamos a batalha? Receio bem que não! Receio que, ainda que tudo corra como esperado, tenhamos um caminho de vários meses até podermos recuperar alguma da normalidade perdida…

Mas há que reconhecer que esta é uma boa noticia… Talvez a melhor dos últimos 12 meses!

Para explicar porque penso assim, tentarei descrever que estudo é este e o que significa no contexto da luta contra a crise pandémica (perdoem-me os cientistas por qualquer imprecisão)… Tentarei também descrever porque, apesar da boa noticia, ainda teremos de esperar uns meses… E, por fim, deixar uma mensagem de reforço daquela que é a parte de cada um de nós nesta batalha… a de respeitar as medidas de segurança e contribuir para que os sistemas de saúde não entrem em colapso e se tornem incapazes de acorrer ás necessidades de saúde de doentes COVID e não COVID.

  1. Decifrando o Estudo da Pfizer/BioNTech:

Esta madrugada a Pfizer e a BioNTech anunciaram, através de um press-release* conjunto, que a sua candidata a vacina contra a COVID-19 havia apresentado resultados positivos numa análise preliminar do seu estudo Phase3.

Trata-se de um estudo com mais de 43 mil participantes, distribuídos em dois grupos homogéneos… Um dos grupos recebeu a candidata a vacina e o outro recebeu placebo.

Estes dois grupos são então seguidos sendo monitorizados todos os casos de infeção por COVID-19 ocorridos… 

Para efeitos de duração do estudo, o protocolo estabelece que a mesma será determinada pelo numero de eventos ocorridos (leia-se infeções por COVID)… Tendo ficado estabelecido o numero de 164 eventos para fecho do mesmo (numero acordado entre as farmacêuticas e as autoridades de saúde como sendo o necessário para que houvesse potencia estatística)…

Os resultados divulgados correspondem, então, a uma análise preliminar efetuada quando tinham ocorrido 94 casos de infeções entre os participantes. 

De acordo com o press-release a análise dos dados sugere que foi possível prevenir 90% das infeções por COVID-19 no grupo que recebeu a candidata a vacina contra a COVID-19 quando comparado com o grupo que recebeu placebo.

Sendo esta uma análise preliminar, significa que o estudo continuará até que se complete o número pré-determinado de eventos, sendo que, tendo em conta o ritmo de infeções diárias actual, se espera que este seja atingido antes do final de Novembro. 

Durante o tempo que falta o consórcio Pfizer/BioNTech continuará a registar dados de eficácia e segurança que permitam submeter às autoridades para autorização de introdução no mercado. Adicionalmente, os participantes continuarão a ser monitorizados em termos de proteção e segurança por mais dois anos depois de terem recebido a segunda dose da vacina.

Estes são, como facilmente se entende, resultados muito alentadores!  Trata-se de um consórcio que oferece garantias das melhores práticas científicas e, a confirmarem-se os resultados, pode ser que estejamos no início do fim da COVID-19.

  • Que significa isto para a nossa realidade mais próxima…

Bem, antes de mais significa Esperança! O que não é pouco… Esperança de que a ciência pode ser capaz de responder em tempo record a uma pandemia global com o desenvolvimento de vacinas eficazes e seguras.

E isto já ninguém nos tira… Adicionalmente, caso os bons resultados se confirmem, esta esperança irá materializar-se em poucos meses… 

Mas, mesmo assim, teremos mais uns meses de espera pela frente. 

Antes de mais é necessário entender que, mesmo que o estudo esteja concluído no final de Novembro, será necessário que o mesmo seja revisto (peer reviewed) e publicado… as autoridades terão de o estudar em detalhe e aprovar o uso da vacina em humanos… e depois será necessário produzir em escala para distribuir por todo o mundo…

Tudo somado… podemos ter a esperança de um verão sem pandemia… mas mais que isso será difícil.

  • E o que fazemos até então? 

Pois, até então, temos de nos lembrar que estamos num momento crítico da pandemia… Com um número diário de casos fora de controlo… E com o nosso sistema de saúde muito perto do seu limite…

Já vimos que não adianta pensar que será a vacina a acabar com isto… pois, até lá, muitos morreriam sem poder receber a ajuda que merecem!

E porque, até lá, temos de continuar a viver com a realidade como ela é… de máscara… com distanciamento social… com higiene reforçada… evitando reuniões… mesmo em casa… mesmo em família… 

Vamos conter as infeções… vamos achatar esta curva…

E logo a seguir, é a ciência que nos vai salvar! 

Fonte: * https://www.pfizer.com/news/press-release/press-release-detail/pfizer-and-biontech-announce-vaccine-candidate-against

Publicado por Hugo Barbosa

Empenhado em deixar o mundo um pouco melhor do que o encontrei!

14 opiniões sobre “COVID-19: …Mas a bola ainda está do nosso lado!…

  1. Ola Hugo! Obrigado pela tua disponibilidade em partilhar o teu conhecimento e sentimento! Eu obviamente como cientifica de formação não posso deixar de concordar contigo. Tenho apenas um sentimento grande de frustração pois sabendo o que sabemos hoje en termos de desenvolvimento científico nomeadamente em áreas como a física, a astronomia entre outras não deixo de sentir uma impotência enorme perante um Corona virou que é novo mas não é assim tao novo pois tem priminhos que ja conhecemos bem e que ainda por cima estava de alguma forma previsto. Tenho a impressão que mais uma vês a finança nos deixou entrar em caminhos que indiscutivelmente super interessantes en termos de desenvolvimento mas menos interessantes en termos de sustentabilidade. Mais uma vez o retorno de investimento previsível e imediato atira as grandes massas de investimentos. Fica en stand-by a investigação cientifica sobre estas coisas de fundo que de um dia ao outro nos mostram que não somos todos poderosos e mais que isso nos mostram que somos impotentes. Quero com isto dizer que poderíamos e deveríamos estar melhor preparados de avanço para este tipo de epidemia e que não estamos porque não canalizamos as nossas energias para a investigação menos lucrativa no imediato. E para acabar bem disposta te digo: as minha acções da Pfizer ontem deram um salto de 11%! O retorno esta à vista! Espero sinceramente que sim, não pelo dinheiro que vou ganhar mas pelo motivo que me vai fazer ganhar esse dinheiro! A tao esperada vaccina para este novo Corona! Abraço Amigo!

    Liked by 1 person

    1. Olá Sofia. Compreendo a tua frustração… Creio que efectivamente não estávamos tão preparados como devíamos para uma pandemia… E sim, esse seria o caminho mais sustentável, o da prevenção… Assim nos avisaram Bill e Melinda Gates e muitos cientistas nos últimos anos…
      Mas creio que não será justa a percepção de que a resposta a esta pandemia tenha sido apenas centrada no lucro.
      Na verdade creio que assistimos, como não tínhamos assistido até aqui, a um esforço colectivo, em muitas ocasiões altruísta, de entidades publicas e privadas no combate a este inimigo comum… Os esforços não apenas para encontrar uma vacina, mas também para investigar e disponibilizar (sem lucro) potenciais vias de tratamento, multiplicaram-se durante o ultimo ano.
      Por outro lado parece-me assinalável a capacidade de desenvolver uma vacina em tão pouco tempo! Nunca tinha acontecido… E não apenas nunca tinha acontecido como era mesmo impensável!
      Assim que partilhando da tua frustração e sensação de impotência creio que podemos, e devemos, olhar para esta historia e ver o copo meio cheio.
      Beijinhos

      Gostar

      1. 100% de acordo! Eu escrevo tão mal que não me expressei bem! Na verdade em termos de investimento a curto prazo queria criticar o antes Corona e não o pós Corona. Impressiona-me efectivamente a capacidade de unirmos forças quando necessário! A antecipação é que é a fonte do meu descontentamento e frustração. Tinha mais expectativas quanto ao desenvolvimento científico do homem numa área destas tão sensível. Agora sim provamos sermos capazes o que mostra exactamente o que digo: quando queremos e nos unimos ( meios financeiros, científicos, políticos, etc..) com um fim comum há pouco que não consigamos fazer!

        Gostar

  2. Olá Hugo,

    Na realidade é uma boa notícia, e dá alento para o futuro próximo. No entanto, creio que houveram 2 fatores que colocaram o mundo no atual estado: de um lado uma clara falta de liderança dos governantes em muitos pontos do globo e do outro lado as pessoas. Se do lado da liderança temos visto medidas confusas e contraditórias, do outro assistimos a pessoas que não demonstram qualquer respeito por quem tem estado na linha da frente a suportar a falta de bom senso das pessoas.
    Creio que assim que a vacina esteja disponível, será possível começar a devolver a normalidade, mas tenho receio que simultaneamente provoque um novo “pequeno surto”, porque acredito que nesse momento as pessoas voltarão a facilitar mais rapidamente e os líderes de cada nação poderão querer tirar vantagens políticas.
    Apesar de estar confiante neste passo por aquilo que proporcionar globalmente, mantenho algumas ressalvas pois sinto que antes do final do próximo não estará totalmente controlada a situação devido aos fatores descritos anteriormente.

    Gostar

    1. Sim Fred… Até que a vacina chegue a uma percentagem significativa da população de risco, uma falsa sensação de segurança pode levar as pessoas a facilitarem. E sim, as nossas lideranças deixaram, e continuam a deixar, muito a desejar… Mas ainda assim a noticia de que podemos vir a ter uma vacina em breve… e por cima com um bom nível de eficácia… é um dado assinalável!

      Gostar

  3. MUITO BOM Hugo, PARABÉNS!…meu sobrinho e afilhado…

    OBRIGADA pelo teu VALIOSO CONTRIBUTO para este tema, tão actual e que a TODOS afeta, de uma ou de outra forma…
    Na minha cabeça fica ainda MUITO por te transmitir mas, como sabes, escrevo mal ( sou DISLÉXICA, 😀…)

    Muito mais podia dizer,
    Mas só de bem, podem crer
    Deste Dr. em questão

    Por hoje, não digo mais
    Parabéns a ti e a teus Pais,
    E ao nosso País que é um Sortalhão!

    (…..um tanto Plagiado….)

    1000 beijinhos com saudades

    tia Evinha

    Gostar

Deixe uma Resposta para Hugo Barbosa Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: