Festejos em Tempos de Pandemia: e a omissão dos responsáveis!

Durante os últimos 4 meses os portugueses deram uma demonstração extraordinária daquilo que são capazes quando lhes são pedidos todos os sacrifícios em prol de um bem maior!…

Depois de um período Natalício em que toda a gente errou: O Governo e a DGS na avaliação da situação… e os portugueses em geral pela irresponsabilidade colectiva (eu incluído) com que se comportaram!… 

Depois de um início de ano com uma pandemia em total descontrolo… com os hospitais em colapso… com a necessidade de aceitar ajuda externa para fazer frente às consequências dos nossos erros!… Os portugueses responderam com determinação e passaram da pior situação epidémica europeia para a primeira posição em termos de controlo da crise sanitária!…

Passado o sufoco… tivemos a, mais que merecida, abertura e regresso paulatino a uma quase normalidade…

Passado o sufoco… esperava-se que tivéssemos aprendido alguma coisa!… Ou pelo menos que as autoridades políticas e de saúde tivessem aprendido alguma coisa!

Ora a última terça-feira veio-nos demonstrar que assim não foi!!! E isto dever-nos-ia preocupar a todos!

Façamos então a história dos acontecimentos deste dia!…

Depois de uma época desportiva absolutamente épica o Sporting Clube de Portugal encontrava, na terça-feira, a oportunidade de assegurar, 19 anos depois, o título de Campeão Nacional de Futebol da época de 2020/2021!… 

Um feito notável a todos os níveis, já que se tratava de um ano em que um dos rivais havia feito um investimento histórico na sua equipa, e o outro mantinha uma estrutura estável da equipa campeã nacional do ano anterior!

Um feito ainda mais extraordinário, pois assente numa equipa muitíssimo jovem… com um, também jovem, treinador contestado por não “ter as habilitações necessárias” quando começou a época!

Os adeptos estavam eufóricos e desejosos de festejar este título, que apenas puderam acompanhar desde casa uma vez que a pandemia lhes havia fechado os estádios!…

Um cocktail que tinha tudo para dar errado se não fossem criadas as condições para que estes festejos tivessem o devido controlo para não colocar em causa a saúde publica!

E o que fez o Estado?…

Nada!!!!

Nada sobre Nada!!!

Sim, houve uns apelos ao uso de máscaras e ao distanciamento social!… Sim, já depois de as ruas da capital estarem cheias de adeptos, houve outros apelos à contenção!… Num esforço absolutamente ridículo, de entregar a uma multidão eufórica a responsabilidade de se controlar a si própria!

Resultado… Milhares e milhares de pessoas juntas… muitas sem máscara… quase nenhumas com distanciamento social… aos gritos, aos saltos e aos abraços… pela noite e pela cidade fora!…

Logo veio o inqualificável Ministro da Administração Interna dizer que se iria abrir um inquérito à actuação da polícia… numa nova fuga para a frente… do tipo daquelas a que já nos habituou!…

Mas… Sr. Ministro… deixe-me dizer-lhe uma coisa… O Sr. não é apenas o Ministro mais incompetente de que eu tenho memória… O Sr. é, também, incapaz de assumir responsabilidade pelo quer que seja!… Faça-nos um favor e vá embora!… Sabe Sr. Ministro, é que eu não quero um inquérito à actuação da Polícia!… Polícia, aliás, que alertou antecipadamente para os riscos que se iriam correr… 

Eu quero é um inquérito às decisões do seu ministério e demais autoridades envolvidas!…

Photo by Icons8 Team on Unsplash

Eu quero é saber quem autorizou a colocação de um ecran gigante nas imediações do estádio e consequente concentração de milhares de adeptos no local?… Quem autorizou que os adeptos, que tínhamos impedido de estar no estádio por motivos de saúde publica, se juntassem sem controlo de qualquer tipo?…  Quem autorizou a saída da equipa Campeã em autocarro aberto pelas ruas da cidade?… Quem se escusou a repetir as medidas e cuidados que foram tomadas no ano passado aquando do jogo em que o Futebol Clube do Porto ganhou o campeonato de 2019/2020?… Quem deixou nas mãos daquela massa de adeptos a responsabilidade que devia ser do estado?

Em suma, eu quero é saber quem, efectivamente, deveria ser responsabilizado pelas consequências que venham a decorrer do cenário lamentável a que assistimos naquela noite?

Sim os adeptos campeões nacionais queriam festejar… e não se lhes devia retirar esse direito!… Mas em tempo de pandemia os festejos não podem ser iguais aos que temos em tempos de normalidade… e cabe ao Estado determinar as condições para que os mesmos ocorram, sem colocar em causa tudo o que conseguimos nos primeiros 4 meses do ano!

Uma última palavra para os milhares de Sportinguistas que procuraram festejar no respeito pelo momento que estamos a viver… e a todos os que ajudaram as autoridades na tentativa de conterem os abusos de alguns “agitadores profissionais”!… Foi sobretudo a vocês que os responsáveis falharam… pois a sua impreparação… a sua incompetência… e a sua irresponsabilidade, tirou-vos a possibilidade de celebrarem o vosso título como vocês o mereciam!

Gostou do que leu? Então, ajude-me a crescer seguindo este Blog e partilhando nas redes sociais!

#PoliticaPortugal; #ActualidadePolitica; #ActualidadePortugal; #SociedadePortugal; #DemocraciaParticipativa

Publicado por Hugo Barbosa

Empenhado em deixar o mundo um pouco melhor do que o encontrei!

One thought on “Festejos em Tempos de Pandemia: e a omissão dos responsáveis!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: