Haverá alguém que nos desTAP?

A TAP é o tema do momento!

E com facilidade percebemos porquê! 

Pois, num momento em que muitos Portugueses lutam pelo seu ganha pão!… Em que muitas empresas lutam para se manterem á tona!… Ouvimos falar em milhares de milhões para salvar a companhia aérea! E não podemos deixar de sentir que já vimos este filme!

Claro que vivemos um período muito particular!… E sim, é verdade que esta pandemia não deixou apenas a TAP em dificuldades!… Mas o problema é que esta é a n-ésima vez que o estado é chamado a salvar uma companhia, alegadamente estratégica, mas que teima em não sair do vermelho!

Mas como este é um tema complexo proponho que o analisemos por partes:

  • O que está em causa?1,2

Para fazer frente a necessidades imediatas o Governo terá de injetar na TAP 1200 milhões de euros ainda este ano… para o efeito Bruxelas exigiu um plano de restruturação profundo cuja estratégia terá de chegar à comissão europeia no dia de hoje!…

O duro pacote de medidas passa pelo despedimento de cerca de 2000 trabalhadores, um corte de 25% nos salários, saídas voluntárias, licenças não remuneradas e uma redução da frota para cerca de 88 aviões!… O plano prevê ainda novas injeções por parte do estado que poderão chegar a mais 1300 Milhões até 2024!

Os representantes dos trabalhadores estão contra… o que se compreende… a administração diz que a empresa “necessita de um plano de reestruturação consistente, realista e solido” para assegurar a sua sobrevivência… o que também se compreende!

Os trabalhadores querem suspender o plano de forma a ganhar tempo e quiçá suavizar algumas das medidas nele contidas… Os portugueses querem que, finalmente, a TAP deixe de ser uma fogueira onde se queimam milhões e milhões, ano após ano!

Bem, o que é certo é que se a comissão aceitar o plano o governo pretende debater e votar o mesmo na assembleia da república*, embora não necessite de o fazer…

Os partidos mostram-se surpresos com esta opção do governo…

O PS parece sozinho nesta estratégica para salvar a TAP… e um eventual chumbo será, com grande probabilidade, o fim da companhia!

  • Precisamos mesmo da TAP?

A TAP está no imaginário de todos nós!… E, seguramente, o País perderá um pouco da sua memória se a TAP desaparecer!

Mas tirando este aspecto, mais emocional, me parece que valeria a pena um debate sério sobre a relação custo/beneficio de continuarmos a pagar para ter uma “companhia de bandeira”.

A TAP continua a ter uma quota de mercado significativa em Portugal, no entanto a mesma além de estar em queda, parece não estar distribuída numa lógica de serviço publico, mas antes numa lógica de mercado…

Na verdade, nos últimos anos, temos assistido a uma degradação da companhia a diversos níveis:

– No constante incumprimento de horários,

– Nos cancelamentos frequentes e sem explicação aparente,

– No serviço a bordo… das refeições (ou falta delas) aos jornais que, quando existem, se esgotam aos primeiros passageiros,

– Na criação e supressão de rotas a uma frequência difícil de acompanhar

– Nos resultados financeiros… recordo-me de apenas 1 ano em que a TAP não tenha fechado no vermelho,

– Na perda de quota de mercado nos vários aeroportos de Portugal… Só em Lisboa a TAP mantém alguma hegemonia com cerca de 52% dos passageiros (que já foi de 60%)… Em todos os outros a maior parte dos passageiros preferem utilizar outras companhias para as suas viagens (Porto: 66%; Faro 97%; Funchal 72%; Ponta Delgada 83%)3

Ora esta degradação parece anunciar uma morte lenta que acabará por resultar em custos ainda maiores para todos nós!

Figura 1: Quota de Mercado das maiores companhias a operar nos aeroportos Nacionais3
  • O que fazemos, então?

Estamos assim num momento em que urge uma tomada de decisão:

– Ou vemos o que é preciso para tornar a TAP viável e fazemo-lo!

– Ou assumimos que é muito caro e procuramos uma alternativa!

Se vamos pela primeira opção então será necessário que, por uma vez, se façam as coisas bem! Quer isto dizer, que se defina que tipo de companhia queremos ter? que serviço deve prestar? que clientes alvo pretende atingir? qual a sua dimensão optima? focada no serviço nacional e das comunidades Portuguesas ou competindo pelas rotas mais comerciais? (…)

Tendo claras estas opções… será necessário que se dimensione a companhia em conformidade e se dote a mesma de liquidez para poder começar a operar!

Só com um foco estratégico bem definido se poderá competir nos mercados alvo e evitar os zig-zag estratégicos que resultam, sem excepção, em mais prejuízos e mais injeções de capital! 

A segunda poderia assumir a forma de liquidação da empresa ou a de uma privatização!  Se for esta opção então o estado deverá salvaguardar o serviço público através da contratação a preços pré-acordados das ligações com as Regiões Autónomas e com os principais destinos da diáspora portuguesa!

De qualquer forma, se esta for a opção, então o governo e os partidos da geringonça terão de explicar porque obrigaram o estado a assumir o custo desta crise, na empresa, ao terem revertido a privatização que havia sido efetuada em 2015!

E não adianta argumentar… se a opção for esta… António Costa deve uma explicação ao País!… Embora… aqui para nós… estou pouco convencido de que a dará!

Gostou do que leu? Então, ajude-me a crescer seguindo este Blog e partilhando nas redes sociais!

#PoliticaPortugal; #ReestruturaçãoTAP; #ActualidadePolitica; #DemocraciaParticipativa

  1. https://www.dn.pt/edicao-do-dia/08-dez-2020/trabalhadores-da-tap-contra-venda-a-preco-de-saldo-13116253.html
  2. https://expresso.pt/politica/2020-12-06-TAP-tudo-ou-nada.-Governo-leva-reestruturacao-a-votos-no-Parlamento.-Se-chumbar-e-o-fim-diz-Marques-Mendes
  3. https://www.anac.pt/vPT/Generico/PublicacoesINAC/BoletinsEstatisticosTrimestrais/Paginas/BoletinsEstatisticosTrimestrais.aspx

* Depois de escrever o texto vi uma noticia dando conta que afinal o Governo não levará o plano a AR… Por não estar seguro de qual será a decisão final deixei o texto como estava.

Publicado por Hugo Barbosa

Empenhado em deixar o mundo um pouco melhor do que o encontrei!

7 opiniões sobre “Haverá alguém que nos desTAP?

  1. Olá Hugo,

    Concordo com a descrição de que a melhor opção será trabalhar a reestruturação não só ao nivel de recursos (como está planeado atualmente), mas ao nível estratégico e operacional.
    Em relação a uma nova privatização, também concordo que não faria muito sentido ser feita e não acredito que o governo atual fosse capaz de o fazer, mas acredito que depois desta nova injeção ainda seremos capazes de ver novamente a sua privatização por um próximo governo, assim como a atribuição de prémios de boa gestão aos gestores que insistem em manter a empresa no vermelho (como se vai vendo em algumas gestões públicas).
    Apesar disso, a existir uma privatização, acho que se deveria salvaguardar o interesse estratégico do país, mas não deveria existir participação do governo na administração. Mas na minha perspetiva, creio que a empresa tem tudo para ser uma empresa pública e rentável, só falta conseguir perceber porque é que nunca o conseguiu ser, à semelhança de tantas outras…

    Gostar

  2. Penso que (quase) os 10M de dentro e os 2,5M da diáspora tendem a olhar para a TAP de uma forma apaixonada, faz parte do nosso imaginário, no entanto não estão dispostos a desembolsar mais alguns euros em comparação com as low Cost, Rate & Fare… surpresa? Não, o mesmo acontece com praticamente tudo o que produzimos (exceção feita talvez para o vinho e o azeite).
    Telvez teremos agora de pagar tudo o que poupamos nos nossos passeios em dobro.

    Nos últimos anos temos vindo a ver três tendências na gestão das companhias: uma aproximação ao mau serviço das low cost (como o exemplo da “não refeição” que referiste, o pagamento para reserva de lugar ou redução do espaço/peso das bagagens); outra tendencia é a criação de companhias Low Fare (a Joon da Air France ou a Air Nostrum da Iberia) ou por último num serviço de exceção que as eleve quando comparadas com as outras (as Emirates da vida, ou a Turkish para citar uma Star Aliance).

    Penso que o plano de restruturação não deveria centrar apenas na gestão operacional (efectivo, destinos, etc) mas também na estratégia, defenir que companhia quer (ou pode) ser e traçar um caminho a médio/longo prazo para o atingir.

    Gostar

    1. Estás certo, Rodrigo! primeiro estas certo quando dizes que as pessoas não estão dispostas a pagar mais… Mas claro que não… sobretudo quando pagam mais mas não têm melhor serviço!…
      E estás certo na questão sobre a estratégia da empresa… a isso me referia quando dizia que é necessário definir que tipo de companhia queremos ter? que serviço deve prestar? que clientes alvo pretende atingir?… Neste momento a TAP é uma Lufthansa em preço e uma Ryanair em serviço!… E assim não há reestruturação que lhe valha!

      Gostar

  3. Também eu Hugo, me tenho questionada, a TAP será mesmo necessária?? Onde estão os debates sérios exaustivos e explicativos, sem demagogia?? O porquê de acabarem com a Privatização?? Será q alguma vez iremos ter RESPOSTAS VERDADEIRAS a estas e a tantas outras questões, sobre o tema TAP???
    Gostaria de ver este Tema, tão Importante, abordado com SERIEDADE e sobre as múltiplas Vertentes; o Povo português merece-o!!!
    Beijinho
    T. Evinha

    Gostar

    1. Nem mais… o problema é que este, como outros temas, em Portugal tende a ser debatido pelo preconceito ideológico e sem seriedade nem transparencia… Mas a culpa nao é só dos políticos… nós, cidadãos também temos tendencia parta nao exigir esse debate assim como para não cobrar essa seriedade e transparencia… se começarmos por aqui ja estaremos a dar um passo muito importante!

      Gostar

  4. Pois é Hugo, “ O povo é Sereno, é só Fumaça “ , como alguém disse…..
    Sem falsa modéstia, ao longo da minha vida, reivindiquei, exigi, protestei….nem sempre com sucesso mas, confesso, hoje reconheço que nem sempre o fiz da melhor maneira, embora em cada ocasião estivesse convencida que estava a fazer o melhor que sabia!!
    Tens razão, a Sociedade Civil tem que participar, intervir…..e no que me diz respeito sinto que estou demasiado ACOMODADA🙃❗️
    O que nos vai valendo é que ainda existe um HUGO e outros que tal, PARABÉNS‼️

    Beijinho
    T. Evinha

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: